Alteração na Emissão de Boletos Bancários

A FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) informou em junho de 2015 em um comunicado que deixou muita gente confusa, que a partir de janeiro de 2017 o boleto sem registro deixaria de existir, ficando apenas o boleto com registro.

E para os usuários desta forma de pagamento, o que muda?

O boleto bancário é uma forma bastante utilizada para pagamentos, principalmente por e-commerce e com ele há a possibilidade de fraudes. Muitos bancos estavam sofrendo com prejuízos causados pelas fraudes de boleto. Quadrilhas aplicavam golpes forjando alguns dígitos do boleto, fazendo com que o dinheiro pago fosse desviado para outras contas, o cliente que pagava não percebia e isso gerava muita insegurança para as Instituições financeiras e uma série de problemas e dívidas, já que tinham que restituir os clientes lesados. Por isso a FEBRABAN criou o Projeto Nova Plataforma de Cobrança. Esse projeto exige que os bancos se adequem ao novo modelo de boletos com registro até o final de 2016 e deixem de oferecer a opção não registrada para o consumidor.

 O que muda de fato para o emissor do boleto?

A partir de 2017, com a emissão apenas de boletos registrados, a operação será mais segura, uma vez que todas as cobranças serão registradas no sistema bancário, as instituições financeiras terão as informações completas de cada um dos boletos emitidos.

Como nada são apenas rosas, esta mudança gera um custo extra para os emissores, uma vez que deverá ser pago para as instituições financeiras um valor por boletos emitidos. No boleto sem registro as tarifas só eram cobradas quando o boleto era pago. Na modalidade com registro, os bancos têm o direito de cobrar sobre as operações de registro, de cancelamento ou alteração do boleto.

 Há benefícios do boleto registrado para quem emite?

Seguem alguns benefícios do boleto registrado:

– Gestão da carteira: Quem pagou, o que pagou e quando pagou;

– Maior segurança e entrega eletrônica por meio do DDA – Débito Direto Autorizado (Neste caso quem paga o boleto tem que ser registrado neste tipo de serviço junto a instituição financeira que tem relacionamento) – Uso dos boletos como lastro em operações de crédito (sujeito a análise de crédito) – Maior comodidade, pois permite o pagamento vencido em qualquer banco pelo DDA ou pela atualização do boleto no site do banco emissor.

 E o que preciso fazer para emitir boletos no sistema Paggcerto?

A Paggcerto está cuidando de todos os detalhes para que esse processo seja transparente para nossos clientes. Se você já emite boletos em nosso sistema e tem boletos emitidos para o ano de 2017, terá duas opções:

1 – Orientar seu cliente a pagar o boleto apenas na Caixa Econômica Federal;

2 – Emitir outro boleto já com a opção do registro a partir do dia 26/12/2016, data em que entra em produção nossa nova carteira já adequada a esta modalidade;

Eu vou ter que pagar toda vez que emitir um boleto na Paggcerto?

Não. Por aqui continua como antes. Você só paga quando o seu boleto for pago pelo seu cliente. Esta é mais uma facilidade que nós oferecemos a você.

Se ainda tem alguma dúvida, entra em contato com a gente por um de nossos canais. Teremos o maior prazer em lhe ajudar:

79 3021-0022

atendimento@paggcerto.com.br

Ou através do nosso chat, acessando nosso site.

Equipe Paggcerto.

Quer receber as melhores dicas sobre Soluções de Pagamento?